:: Devo cruzar a minha cadela (Dogue Alemão)? ::

DEVO CRUZAR OU NÃO A MINHA CADELA?
Apresento um conjunto de razões que deveriam levar qualquer possuidor de cães, consciente, a decidir se deverá ou não cruzar a sua cadela, especialmente da raça Dogue Alemão.
ESTAS NÃO SÃO BOAS RAZÕES PARA FAZER CRIAÇÃO DE CÃES:
1. Para que os miúdos possam testemunhar o milagre da vida.
Existem vídeos e livros para as criancinhas aprenderem, não? Isto não pode ser justificação para trazer ao mundo uma ninhada de, pelo menos 10 cachorros.
Dê uma voltinha ao canil municipal e veja com os seus próprios olhos o resultado triste de muitas ninhadas nascidas por esta mesma razão...

2. A minha cadela tem que ser mãe pelo menos uma vez na vida para não ter problemas de saúde.
ERRADO! Não há absolutamente nenhuma razão, médica, física ou emocional para que um cão tenha de se reproduzir. Trata-se de apenas mais um mito.

3. Quero recuperar o investimento que fiz na compra da cadela.
Duvido que haja raça mais dispendiosa de criar que o DA.
Um criador consciencioso submeterá a sua cadela a uma bateria de testes antes de a cruzar. Todas as cadelas deveriam, pelo menos, fazer o teste da displasia da anca, já para não falar de outras desordens genéticas, e esses exames são dispendiosos.
Se for necessária uma cesariana, bem, prepare-se para largar uma nota preta. Se a cadela morrer no parto... bem, é melhor nem falar nisso...
Partindo do principio que foi um parto normal, ver-se á presenteado com uns 10, 12 cachorros (ou mais!)… Pela idade de 6/7 semanas já deverá estar a gastar uns bons 30 kgs de boa ração por semana. Some a isso as primeiras vacinas e desparasitação.
Deve também preparar-se caso não consiga arranjar compradores em perspectiva para sustentar alguns destes cachorros! Já começa a ver o filme?
4. Ela é tão querida e fofuxa de tal maneira que todos os meus amigos gostariam de ter um como ela!
Bom, normalmente estes amigos têm uma maneira estranha de voltar com a palavra atrás quando chega a altura de comprarem o cachorro. E não há garantias de que nasça um único cachorro remotamente parecido com a sua cadela ou cão.
Assim sendo, acha que vale a pena toda a trabalheira e despesa que vai ter para correr esse risco? Sai muito mais barato procurar um bom criador e comprar outro cão! Não conseguiu vender, vai oferecer os cães? Bem, muita gente arregala os olhos com a perspectiva de ter um cão de raça à BORLA!
O pior é quando o cachorro amoroso de 2 meses se transforma em muito pouco tempo num canzarrão com 70 kgs de peso que come que se farta, já destruiu o sofá, a mesa da cozinha e as ombreiras das portas… Ou ainda quando tem algum problema de saúde que obrigue o dono a desembolsar uma pequena fortuna para o operar… Ou quando se quer ir de férias… Ou quando chega um bébé… ou… ou… pode garantir que as pessoas a quem ofereceu os cachorros os vão estimar, tratar e nunca os vão abandonar?

6. Ela é campeã! Merece ser mãe!
Parabéns! É verdade que ser campeã é provavelmente uma boa indicação de que ela é um bom exemplar da raça, apta para reproduzir.
Contudo, há muitos campeões que NUNCA deveriam cruzar devido a problemas de saúde ou de temperamento, ou da existência destes nos seus ascendentes.
Portanto, ao ponderar a cruza deve levar em consideração a cadela, o seu pedigree e o resultado dos testes às doenças genéticas.

BOAS RAZÕES PARA CRUZAR A SUA Dogue Alemão
1. Ela tem um bom pedigree com muitos cães premiados que também são exemplares equilibrados, de corpo e mente saudável e com boa longevidade. Os testes que ela fez aos problemas genéticos comuns à raça foram negativos. Ela tem uma boa conformação e não apresenta falhas maiores ou desqualificativas e fez pelo menos um Excelente nas expos.

2. Deseja melhorar a raça portanto escolhe um macho que a complementa e que não tenha as mesmas falhas menores que a sua cadela.

3. Tem boas hipóteses de colocar cada cachorro num bom lar, com donos responsáveis e que gostem da raça.
4. Tem dinheiro que lhe permita tratar e criar a ninhada e lidar com qualquer emergência que possa surgir. .

5. Tem as instalações e os fundos necessários para instalar confortavelmente e providenciar cuidados à cadela e a uma ninhada grande mesmo se os cachorros ainda estiverem consigo aos 6 meses de idade.
6. Possui o conhecimento e a integridade para avaliar a ninhada e garantir cada venda que faz no que diz respeito à saúde e temperamento dos cachorros.

7. Não só você quer como insiste em fazer um contrato que diz que, se por alguma razão o comprador não puder conservar o cachorro, em qualquer altura da sua vida, você aceita-o de volta ou assiste na procura de uma nova casa.

(adaptação)
in
http://www.sosdoguealemao.com/page27.php